Blog

O que considerar ao mudar de emprego ou aceitar uma proposta?

img_artigo40

Muitas pessoas estão insatisfeitas com os seus empregos e outras estão em busca de recolocação no mercado. E querendo resolver os problemas de forma mais rápida possível aceitam ou descartam propostas sem a frieza necessária para uma decisão tão importante. O que deverá ser considerado na hora de aceitar uma proposta de emprego? Claro que os pontos abaixo não são exaustivos e apenas iniciam e incentivam o debate a respeito. Afinal, nem todos possuem coragem suficiente para se aventurar pelo mercado de trabalho e outros preferem a segurança que a rotina aparenta trazer.

Remuneração: Talvez este não seja o ponto principal, mas, sem dúvida, não pode ser ignorado. Portanto, algumas perguntas sobre este tópico:

• A sua renda aumentará com o novo emprego? Em caso positivo, a responsabilidade é proporcional ao que estão oferecendo? Considere não apenas o aumento de salário, mas as funções e responsabilidade adquiridas. Você pode chegar à conclusão de que o aumento de salário não vale a pena e é melhor a remuneração atual.

• Em caso de remuneração menor, há planos de cargos e salários? Há perspectiva de crescimento? Está aceitando uma remuneração menor, pois está mudando de área e a oportunidade é de aprendizado? Há benefícios que compensam a diminuição de salário?

Autonomia: A empresa é centralizadora em suas decisões ou permite que cada funcionário tome decisões proporcionais com o cargo e funções que exerce? Essa autonomia é importante para você? Caso a empresa não ofereça esta possibilidade e você seja do tipo que precisa caminhar com os próprios pés, melhor reconsiderar a oferta.

Ganho de aprendizado: O seu novo trabalho desafia você? Ao longo do tempo, você acredita que aumentará o seu conhecimento? Algumas empresas podem ser atrativas inicialmente, mas o aprendizado é muito importante, pois caso você seja demitido ou esteja insatisfeito e deseje buscar novas oportunidades no mercado, é sempre bom estar atualizado com o que está acontecendo com sua área de trabalho. O aprendizado é uma das poucas coisas que ninguém pode tirar de você.

Valores compatíveis: Você não precisa ter os mesmos valores que a empresa. No entanto, se estes valores forem conflitantes a convivência, o sentimento de realização e a vontade de estar naquele contexto o abandonarão muito rápido. É importante conhecer os valores da empresa, o ambiente organizacional, a rotatividade no setor em que pretende atuar e, se possível, conversar com alguém que já atue na empresa.

Vida pessoal: Este novo emprego tem uma carga horária e uma rotina compatível com sua vida pessoal? Para alguns, a remuneração justifica qualquer sacrifício, mas cada vez mais as pessoas desejam qualidade de vida, e isso inclui ter vida pessoal. Se para você é importante ter uma rotina pré-estabelecida, horários definidos e tempo para realizar outros projetos, um trabalho que não atenda a esses pré-requisitos o deixará frustrado e até mesmo poderá prejudicar sua saúde física e emocional.

E para você, quais seriam os pré-requisitos para considerar um novo emprego?